Violência e criminalidade assustam em Aliança

A Promotora de Justiça de Aliança, Rosângela Padela, vem recebendo constantes denúncias de ex-empregados da Usina Aliança, que estariam  negociando e vendendo lotes de terras recebidos como pagamento pelos vários anos de serviço prestados à Usina.  De acordo com os denunciantes, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), juntamente com a Pastoral da Terra e a Fetape, estaria testemunhando a venda e a averbação dessas terras, irregularmente concretizadas pelo Cartório de Imóveis de  Aliança.

No Engenho Oiteiro Alto, segundo denúncias formalizadas pelos trabalhadores da Usina Aliança, durante reunião convocada pela Secretaria da Fazenda do Estado, no último dia 12, compradores de engenhos vizinhos  ameaçaram os trabalhadores e ameaçam cercar as casas que foram recebidas, através de acordo trabalhista.  Como não existe  nenhum processo investigativo  por parte da Polícia e, muito menos,  por iniciativa da Justiça, a Promotoria  está tomando a iniciativa e visitando os moradores dos engenhos Poço (patrimônio da Usina e pertencente ao Grupo Pessoa de Melo), Monte Alegre (vizinho do Poço ), Panorama e Juá (onde foram encontradas várias estacas para cercar as terras.

A Promotora ressalta não  ter confirmação  quanto  ao nível das ameaças sofridas pelos trabalhadores da Usina, para assinatura de documentos com a negociação e venda das terras.  A Promotoria vai ouvir todos os segmentos envolvidos no caso: o Procurador do Trabalho da 6ª Região (Luiz Serafim da Silva), o advogado do MST (Bruno Ribeiro),o representante da Pastoral da Terra (Padre Thiago Throlby), o representante da Fetape e os do MST. E ainda: a Procuradora do Estado (Teresa Coelho) e a Juíza de Aliança (Luciana Maranhão). Por fim, seria ouvido o representante do Grupo Pessoa de Melo, para se avaliar a atual situação das terras da usina e o bloqueio para qualquer negociação por ação judicial, decisão que não vem sendo cumprida.

Em decorrência do desemprego, da miséria e da desativação da Usina, o índice de criminalidade e de violência vem crescendo dia-a-dia no município, evidenciando porte ilegal de armas (de fogo e facas), sendo portados até por menores de idade, e as agressões, lesões corporais, agressões e homicídios praticados por adultos e menores de idade.

Rosângela Padela é Promotora em Aliança


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /app/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 399

Deixe uma resposta