Vice-prefeito de Camutanga denuncia atos de improbidade administrativa ao MPPE

Possível Ato de Improbidade Administrativa, na Prefeitura de Camutanga, levou o Promotor do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Alexandre Fernando S. da Costa (foto),  do Município de Ferreiros, com acumulação em Camutanga, a instaurar um Inquérito Civil para apurar os fatos e a solicitar uma auditoria contábil ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) nas contas da Prefeitura. A  denúncia, feita pelo vice-prefeito, Getúlio de Souza Cavalcanti, revela que possam existir possíveis irregularidades em vários procedimentos licitatórios, como  concorrências forjadas. Getúlio de Souza sustentou sua acusação com um laudo do Instituto de Criminalística Professor Armando Samico, onde aponta que uma  carta-convite para compra de três medicamentos, foram datilografados em uma mesma máquina e por um mesmo datilógrafo, já que estas apresentavam os mesmos erros de português.

 

Segundo informações do vice-prefeito, a empresa, que teria ganho a concorrência do processo licitatório dos medicamentos, foi exatamente a do prefeito, explicitando assim  seu forjamento. Desta forma, o Promotor do MPPE solicitou à Prefeitura de Camutanga cópias dos procedimentos licitatórios citados na denúncia, bem como dos instrumentos de contratos, notas fiscais de prestação de serviços e empenhos deles decorrentes


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /app/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 399

Deixe uma resposta