Mutirão no Aníbal Bruno já identificou 140 detentos em situação irregular

30/01/07

Acontece nesta terça-feira (30) a primeira visita do mutirão que irá levantar informações do sistema prisional no Presídio Professor Aníbal Bruno. O Promotor Macellus Ugiette esteve no presídio acompanhado o trabalho da equipe, formada por três servidores da Promotoria de Execuções Penais do MPPE e mais dois voluntários, que irá cadastrar cada um dos presos com informações pessoais e do processo a que respondem ou já estão condenados. Os trabalhos começaram antes das 9h e a previsão de Ugiette é que se estenda até por volta das 15h.

De acordo com o Promotor, já foram detectados 140 casos de detentos que ainda não possuem a guia de recolhimento, documento que contém informações do presidiário e sem o qual ele não terá acesso a direitos básicos previstos na Lei de Execuções Penais, como progressão de regime e redução de pena. Amanhã (31), o mutirão fará uma pausa nos trabalhos, pois quarta-feira é dia de visita aos presos, retornando às atividades na quinta (1). Após o levantamento da situação no Aníbal Bruno, o Promotor fará audiência pública para planejar um novo modelo de ressocialização para o presídio.

Desde o último dia 26, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vem apurando denúncias de maus tratos no Presídio Professor Aníbal Bruno. Denúncias de familiares de detentos e do Serviço Ecumênico de Militância nas Prisões (Sempri) acusam a administração da unidade prisional de isolamento de presos de forma indevida e injustificada em celas de disciplina. No último dia 25, o Promotor esteve no estabelecimento para fazer inspeção, quando foi constatada a presença de até 60 presos numa cela que comporta apenas oito pessoas, além de péssimas condições de higiene e salubridade.


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /app/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 399

Deixe uma resposta