Central de Inquéritos da Capital ganha sede própria

18/10/10

Treze anos depois de ter sido implantada no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), a Central de Inquéritos da Capital (CInq) ganhou pela primeira vez uma ampla e moderna sede própria, localizada no Complexo de Promotorias de Justiça da Avenida Visconde de Suassuna. Com área construída de 392m2, a nova sede tem dezesseis gabinetes refrigerados e equipados, sendo sete deles destinados aos promotores criminais e nove servindo de apoio.

Ao presidir a solenidade de inauguração, na noite da última quinta-feira (14), o procurador-geral de Justiça, Paulo Varejão, disse que a nova sede da Central de Inquéritos “dará melhores condições de trabalho aos promotores e servidores que nela atuam, contribuindo, assim, decisivamente com os resultados positivos obtidos até agora pelo Pacto pela Vida”. Por sua vez, a coordenadora da CInq, promotora de Justiça Maria da Conceição Martins, destacou os números registrados pelo órgão.

“Uma nova fase se inicia agora para a Central de Inquéritos da Capital, e, mesmo ciente de que o trabalho diário no setor continuará intenso, uma vez que repetindo a média dos dois últimos anos, até o dia 13 deste mês já haviam ingressado na CInq 10.268 autos, ensejando o oferecimento de 4.726 denúncias, aqui continuarão presentes a ética, a dedicação, a harmonia e a coragem, elementos esses indispensáveis ao cumprimento de nosso dever de contribuição para a paz social”, registrou.

Ex-coordenador da Central de Inquéritos da Capital e representante do MPPE na Câmara de Monitoramento do Pacto pela Vida, o promotor de Justiça Aguinaldo Fenelon frisou que “o segredo do êxito obtido pelo órgão é a paixão que tem movido os promotores criminais nesse trabalho”. Já o representante da Secretaria de Defesa Social, delegado Alessandro Carvalho, ressaltou que a inauguração da sede própria da CInq “representa mais um passo dado pelo MPPE no fortalecimento do Pacto pela Vida e em defesa da sociedade pernambucana”.

Participaram da solenidade de inauguração a defensora pública-geral Marta Freire, os presidentes Gildo Almeida (Instituto do Ministério Público) e Norma Sales (Associação do Ministério Público), além de procuradores e promotores de Justiça, oficiais superiores da Polícia Militar, delegados de Polícia, e servidores do MPPE. Na oportunidade, foram homenageados os ex-coordenadores da Central de Inquéritos da Capital – as procuradoras de Justiça Milta Paes de Sá e Anamaria Campos Torres, e os promotores de Justiça Francisco Edilson e Aguinaldo Fenelon.


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /app/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 399

Deixe uma resposta