Sede de Jaboatão segue diretrizes ecologicamente corretas

24/04/12

As obras de construção da sede do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), no município do Jaboatão dos Guararapes, seguiram diretrizes ecologicamente corretas, como forma de reduzir os impactos ambientais. Os empreiteiros, por exemplo, tiveram que comprovar a utilização de madeira certificada, com a apresentação do Documento de Origem Florestal (DOF), e areia licenciada, mediante apresentação de nota fiscal da mineradora.

 

No canteiro de obras também foram mantidas as espécies vegetais e oito novas mudas da espécie cássia siamea serão plantadas, para permitir sombreamento na fachada poente e área de estacionamento. Essas árvores têm crescimento relativamente rápido e possibilitam muita sombra. Além disso, um espaço existente entre os dois galpões foi contemplado no projeto para propiciar uma melhoria nos sistemas internos de ventilação e de iluminação ambiente. “O projeto aproveitou as condições existentes, como forma de oferecer maior economia e conforto”, disse a arquiteta do MPPE, Ana Moura.

 

As vagas de estacionamento possuem material drenante, permitindo a permeabilidade das águas da chuva. Isso para garantir uma alta capacidade de infiltração aquífera no solo contíguo às construções. A maior parte das paredes da fachada poente é branca, evitando a absorção de calor na mesma. A redução do consumo d’água também foi pensada no projeto e algumas torneiras instaladas na nova sede do MPPE contam com temporizadores. “As melhorias e as diretrizes ecológicas seguidas na obra são uma decisão de arquitetura, é uma questão de técnica, utilizada para diminuir os custos e aproveitar ao máximo os recursos”, explicou Ana Moura.

 

A nova sede conta ainda com um auditório, com 105 lugares e entrada independente. Um local exclusivo para a Central de Inquéritos também foi contemplado. Além disso, a sede conta com estacionamento para 40 veículos e dois bicicletários, sendo um para visitantes e outro para funcionários. Ambientes projetados privilegiam a iluminação natural e acessibilidade de pessoas com deficiência, com rampas de acesso para cadeirante e banheiros adaptados.

 

A reforma da nova sede de Jaboatão dos Guararapes recebeu investimentos da ordem de R$ 2,9 milhões e possui uma estrutura com área total construída de 1,8 mil m², o que corresponde a um aumento equivalente a quatro vezes o espaço da antiga sede, inclusive, com área para ampliação e construção de mais 12 salas.


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /app/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 399

Deixe uma resposta